COPA HERMANDAD 2017

Outra Copa se passou e, novamente os objetivos consagrados desde a primeira edição se repetiram. A amizade e o companheirismo superaram, mais uma vez, a dura disputa pela tão sonhada Copa.

A edição de XXXVI da Copa Hermandad, ocorreu no Uruguai, respeitando o rodízio entre os países membros (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai). As provas ocorrem em Punta del Este, sendo uma de embarque, uma na escollera e outra na praia. A acomodação das delegações ficou a cargo do clube UTE ANTEL, que tão recepcionou seus convidados.

Quarta-feira, 29 de março de 2017, deu-se início à competição. No primeiro dia, metade dos pescadores competiu na escollera e a outra metade embarcado, ordem que se inverteu no dia seguinte, ou seja, quem havia pescado na escollera foi para a prova embarcada e quem havia embarcado foi competir na escollera.

O peixe predominante na prova de embarque foi a corvina. Houve mais pesca no segundo dia de embarque do que no primeiro. Representando O Arpão, pescaram embarcado os seguintes pescadores: André Beber, Lucas Brasil, Pedro Elias e Plínio Brasil. O resultado da prova de embarque não foi o desejado, a equipe terminou a prova na 10ª colocação, complicando as chances de premiação da equipe.

A prova da escollera foi marcada pelas variações de vento e de quantidade de peixe, uma cacha conhecida por sua disparidade, pois o peixe predominante foi o sargo, com tamanho aproximado de 5cm. O sargo tem por característica incidir mais onde há mais pedras, fazendo com que os boxes 1, 2 e 3 do setor A tivessem muito mais peixe. A equipe do Arpão conseguiu colocar dois pescadores entre os 5 primeiros e outros dois no meio da tabela, fazendo com que o clube se sagrasse vencedor da prova com mais ou menos vinte pontos de vantagem para o segundo colocado. Pescaram André Beber, Lucas Brasil, Pedro Elias Jr. e Plínio Brasil capitaneados por Pedro Elias.

Finalizado o segundo dia de competição, O Arpão tinha um décimo e um primeiro lugar, encontrando-se em quinto na classificação geral, atrás dos clubes Piedra Lisa, Necopesca, Pescadores de Montevideo e Mar de Ajó.

A fim de buscar a melhor classificação possível e entrar na premiação, não restava outra alternativa ao clube, deveríamos ganhar a prova de praia e depender de resultados paralelos para melhorar a classificação. A expectativa para a prova de praia era de pouco peixe, dizia-se pelos corredores dos alojamentos que o ganhador teria entre 8, 9 ou 10 peças. Não havia muito pescado.

Fomos para última prova, terceiro dia de competição, o peixe predominante foi o peixe-rei, havia mais peixe que o esperado. Arpão e Pedra Lisa pescaram lado a lado, disputando peixe a peixe. Lucas capturou 29 peças, André 25, Pedrinho 19 e Plínio 17. Pedro Elias foi o capitão e comandante da equipe. O Arpão saiu vitorioso da prova de praia também.

Entretanto, os excelentes resultados das duas últimas provas não foram suficientes para superar o resultado ruim da prova de embarque. Com a soma dos resultados, o clube terminou a competição com o honroso terceiro lugar, perdendo para os vice-campeões Necopesca e para os campeões Piedra Lisa.

A próxima edição da Copa realizar-se-á na Argentina. Em 2018 vamos por mais, a Copa está próxima.

Entrega da Premiação

Arpão Copa Hermandad

Resultado Final

Comentários